Notícias no site
Início    Outras notícias



Escolas públicas estaduais têm até o final de julho para aderirem ao programa nacional de Educação Financeira
Secretaria de Educação de São Paulo-15/07/2021

Escolas da rede pública estadual têm até 31 de julho para confirmarem adesão ao programa Aprender Valor. A iniciativa do Banco Central do Brasil estimula o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à educação financeira e consumo para gestores, dirigentes e estudantes do ensino fundamental de toda a rede conveniada, com destaque para Matemática, Língua Portuguesa e Ciências Humanas.

Financiada com recursos do Fundo de Defesa de Direitos Difusos (FDD) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, a ação vem sendo implementada desde o ano passado em caráter experimental, em escolas selecionadas de cinco estados – Ceará, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará e Paraná – mais o Distrito Federal.

“Na prática, o programa vai disponibilizar, via plataforma online, formações específicas para o desenvolvimento profissional dos gestores escolares e professores, além de um conjunto de projetos escolares para os nove anos do ensino fundamental”, conta o secretário da Educação do Estado, Rossieli Soares. Os projetos escolares são compostos por sequências didáticas que trazem a Educação Financeira aplicada de forma transversal e integrada a componentes curriculares obrigatórios, conforme orienta a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

A plataforma do programa contempla alguns pontos. Entre eles, formação para equipe gestora da escola e professores; propostas de ações para a implementação do Programa durante o ano letivo; recursos educacionais, como sequências didáticas, rotinas e planos de aula; e avaliações de aprendizagem dos alunos.

Para Rafael Dombrauskas, do Aprender Valor e da Equipe de Matemática da Seduc-SP, o programa traz temas fundamentais para o cenário social e econômico atual. “A pandemia de COVID-19 trouxe consequências econômicas, financeiras e desemprego para muitas pessoas. Diante disso, introduzir temas como dinheiro, consumo, poupança e planejamento no contexto escolar causa um impacto positivo na vida individual e coletiva, no presente e no futuro”, resume.

Educação Financeira nas escolas estaduais

Além do trabalho interdisciplinar desenvolvido em muitas escolas, entre 2020 e 2021, foram registradas 5379 Eletivas – um dos três componentes curriculares do Inova Educação – na Educação Básica Paulista com a temática financeira. Neste período, foram registradas 144.524 Eletivas na Secretaria Escolar Digital (SED).

“Sabemos que Educação Financeira é um tema muito presente nas escolas do Estado. Queremos ampliar esse acesso, por meio do Programa Aprender Valor, disponibilizando ao professor, material de fácil aplicação para facilitar o trabalho docente e promover ainda mais este ensino”, afirma Rossieli.