Notícias no site
Início    Outras notícias



Uso excessivo do celular pode causar dores e inflamação dos dedos
O Debate-08/09/2020

Punhos, mãos e dedos das mãos, especialmente os polegares, são as principais vítimas do uso excessivo de celulares, computadores e outros dispositivos eletrônicos. Com a pandemia, muitas pessoas aumentaram o tempo gasto com essas tecnologias, resultando em problemas nos tendões e articulações dos punhos e das mãos.

De acordo com a fisioterapeuta e especialista em Pilates, Walkíria Brunetti, muitos pacientes, especialmente as mulheres, chegam à clínica com queixas de dores e inflamação no punho. “Temos visto muitos casos da Síndrome de De Quervain, também chamada de tenossinovite estenosante ou tenossinovite de De Quervain. A condição se desenvolve quase sempre devido aos movimentos repetitivos do punho e polegar, comuns em quem usa computadores ou celulares de forma excessiva”, cita Walkíria.

Entretanto, a fisioterapeuta ressalta que essa patologia é mais usual em pessoas que usam celulares, por conta do peso do aparelho de celular.

A tenossinovite é o termo usado para designar uma inflamação em um tendão. “Temos vários tendões no corpo. A principal função dessas estruturas é conectar os músculos aos ossos, permitindo movimentos como dobrar o dedão, abrir e fechar as mãos etc. Temos tendões em praticamente todas as articulações”, explica Walkíria.

Tratamento
Quando a tenossinovite já está instalada, a fisioterapia será recomendada. O primeiro passo é tratar a dor.

“Podemos usar diversos recursos, como a crioterapia, eletroterapia, ultrassom, acupuntura. Em alguns casos, podem ser usadas talas. Quando o quadro doloroso melhora, podemos partir para exercícios de fortalecimento das mãos e punhos, assim como fazer uma reeducação do paciente sobre as posturas mais assertivas ao usar dispositivos eletrônicos”, diz Walkíria.

Entretanto, se o paciente retornar aos velhos hábitos, a chance de ter um novo quadro de tenossinovite é grande.

Fonte: Agência Health