Notícias no site
Início    Outras notícias



Capital paulista reabrirá bares e restaurantes a partir de 6 de julho
Agência Brasil-26/06/2020

A capital paulista entrou na fase amarela do Plano São Paulo e vai poder, a partir da próxima semana, reabrir bares, restaurantes e salões de beleza. Apesar disso, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, disse que houve uma recomendação do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo para que a capital espere por mais uma semana – e confirmando a manutenção na fase amarela na próxima sexta-feira (3), poderá então reabrir bares, restaurantes e salões de beleza a partir do dia 6 de julho.

“Apesar do município avançar agora para a fase 3 [amarela, do Plano São Paulo], a pandemia continua a existir. Continuamos a solicitar que a população use máscara, evite deslocamento desnecessário e evite aglomeração”, disse o prefeito Bruno Covas. “Por recomendação do Centro de Contingência, vamos esperar uma semana. Portanto, [vamos esperar] a classificação que teremos na sexta-feira da semana que vem [3 de julho] para que o município possa abrir aquilo que a fase amarela permite”, falou Covas.

Segundo Covas, a prefeitura vai aproveitar a próxima semana para conversar e dialogar com os setores que estarão autorizados a funcionar na fase amarela. “Durante a semana que entra, vamos conversar e dialogar com os setores que podem voltar a funcionar na fase 3. Vamos assinar os protocolos [para a reabertura] para que eles possam, portanto, aguardar o resultado da sexta-feira da semana que vem. E se o resultado da sexta-feira que vem confirmar o município na fase 3, amarela, eles vão poder reabrir a partir do dia 6 de julho”, explicou o prefeito.

Hoje (26), o governo de São Paulo apresentou uma nova atualização do Plano São Paulo, plano de retomada da atividade econômica do estado de São Paulo – e que começou a ser feito a partir do dia 1º de junho. O Plano São Paulo é dividido em cinco fases que vão do nível máximo de restrição de atividades não essenciais (vermelho) a etapas identificadas como controle (laranja), flexibilização (amarelo), abertura parcial (verde) e normal controlado (azul). O Plano São Paulo também é regionalizado, ou seja, o estado foi dividido em 17 regiões e cada uma delas é classificada em uma fase.