Notícias no site
Início    Outras notícias



Em 2020, São Paulo realiza maior carnaval de sua história
Prefeitura.SP-13/02/2020

A cidade de São Paulo realizará, em 2020, o maior carnaval da sua história e um dos mais importantes do Brasil. Serão 678 desfiles aprovados e autorizados pela Prefeitura, 38,5% a mais do que no ano passado, quando ocorreram 490 desfiles. Eles estarão distribuídos em 468 pontos da cidade e devem atrair 15 milhões de pessoas em 2020, de acordo com projeções dos blocos, superando os 14 milhões do ano anterior. No Sambódromo do Anhembi, as escolas de samba paulistanas realizarão um dos maiores e principais desfiles carnavalescos do Brasil.

A ocupação das ruas da maior cidade do país durante a celebração do Carnaval de Rua 2020, entre os dias 15 de fevereiro (pré-carnaval) e 1° de março (pós-carnaval), projeta um impacto econômico na capital paulista que deve ultrapassar os números do Carnaval de 2019, que movimentou R$ 2,3 bilhões (carnaval de rua e Sambódromo), segundo pesquisa do Observatório do Turismo da Prefeitura de São Paulo.

A Prefeitura de São Paulo está preparada para garantir a organização, segurança e a infraestrutura necessária aos paulistanos e turistas que vão curtir a folia em todos os dias de festa.

Planejamento
Para atender a demanda e oferecer o melhor carnaval da história da capital paulista, foi criada, na Prefeitura de São Paulo, uma comissão intersecretarial que reúne as secretarias municipais de Cultura, Turismo, Subprefeituras, Saúde, Segurança Urbana, Mobilidade e Transportes, Comunicação, Direitos Humanos e Cidadania, Licenciamento e Desenvolvimento Urbano.

Cada área do governo ficou responsável por um aspecto da festa e foram realizadas mais de 30 reuniões entre a comissão e os diversos departamentos de segurança pública, transporte, saúde, turismo, comunicação, direitos humanos e a comissão de representantes de blocos de carnaval, para antecipar a organização do carnaval paulistano. Todos os itens de infraestrutura sugeridos por órgãos como Polícia Militar (PM), Guarda Civil Metropolitana (GCM), Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), SPTrans, Metrô e Secretaria de Saúde foram incorporados.

Durante todo o carnaval, a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) terá um esquema especial de transporte público para a população. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) realiza bloqueio de ruas, desvios e monitoramento para garantir a fluidez do trânsito, circulação de veículos, acesso de moradores e foliões. A SPTrans, a partir dos bloqueios da CET, faz os desvios de itinerários de ônibus.

Drones
A Secretaria Municipal de Segurança Urbana (SMSU) informa que, durante todo o período da festa, haverá quatro drones em apoio aos órgãos de segurança pública na visualização de possíveis conflitos, deslocamento do efetivo e auxílio à CET.  Serão utilizados quatro drones em períodos e locais definidos em conjunto com os demais organizadores do evento.

O programa City Câmeras, da Prefeitura, por meio do videomonitoramento em tempo real, contará com mais de 3 mil imagens das vias públicas de São Paulo. O objetivo é aumentar a sensação de segurança dos foliões. Já o aplicativo SP+ SEGURA é uma ferramenta disponibilizada pela Prefeitura no combate e prevenção de desordens urbanas e criminalidade.

Assistência Social
Para conscientizar os cidadãos para que ajudem a combater o trabalho infantil e a relevância de efetuar denúncias sobre casos de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) realiza campanha durante o carnaval. A iniciativa, que será realizada entre 15 de fevereiro e 01 de março, reforça que exploração sexual é crime e o trabalho infantil é proibido, disseminando mensagens em prol dos direitos das crianças e adolescentes. Em casos de denúncias, disque 156. (ligue e aperte 0 + 3)

Durante o carnaval, mais de 600 orientadores socioeducativos dos Serviços Especializados de Abordagem Social (SEAS) atuarão, por meio da busca ativa, nas regiões onde ocorrerão os desfiles, identificando a incidência de trabalho infantil.

Anjos do carnaval
A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), realizará a sensibilização das equipes de Anjos do Carnaval, que atuarão no Carnaval 2020. A sensibilização contará com a participação de representantes do Ministério Público e dos coordenadores municipais das mais diferentes esferas de atuação, abordando as questões LGBTI, Combate ao Racismo, Juventude, Criança e Adolescente, População em Situação de Rua e Assédio e Rede de Atendimento.

Os Anjos do Carnaval fazem parte de uma parceria com o Catraca Livre. Assim como ocorreu em 2019, são voluntários capacitados para abordar foliões trazendo a pauta do assédio no carnaval.

A Secretaria da Mulher do Sindicato dos Comerciários de SP também terá uma parceria da SMDHC na elaboração de parte das tatuagens “Não é não” e na aplicação das tatuagens junto aos foliões nas ruas.

Os Anjos do Carnaval estarão nas tendas de acolhimentos, que serão instaladas ao lado dos postos médicos. As tendas contarão com produtoras (Secretaria Municipal da Cultura), anjos (voluntários e voluntárias do Catraca Livre), advogadas (designadas pela Comissão Estadual da Mulher Advogada e OAB), psicólogas e assistentes sociais (designadas pela SMDHC).

A Prefeitura distribuirá, por meio dos Anjos do Carnaval e pelas equipes de produção, 5 mil pulseiras de identificação para os pais ou responsáveis colocarem nos pulsos de suas crianças e evitem desaparecimentos. A ação terá o apoio das tendas de acolhimento e é uma parceria da Divisão de Localização Familiar e Desaparecidos (SMDHC) e Secretaria Municipal de Cultura. Nas pulseiras, haverá espaço para inserção do nome da criança, idade, nome dos pais/responsáveis e ao menos um número de telefone para contato.

Ônibus Lilás da Coordenação de Políticas Públicas para Mulheres da Prefeitura – Secretaria Municipal de Direitos Humanos
O ônibus vai estar no Centro durante todo o carnaval. Será garantida a distribuição de preservativos masculinos e femininos. O ônibus ficará na Praça do Patriarca, entre os dias 22 e 25 de fevereiro. No ônibus, uma psicóloga e uma assistente social receberão denúncias de assédio e violência contra as mulheres, durante os desfiles dos blocos. A Guarda Civil Metropolitana (GCM), por meio do seu programa Guardiã Maria da Penha, estará presente dando apoio e fazendo a segurança do Ônibus Lilás durante os dias de festa.