Notícias no site
Início    Outras notícias



Bancos leiloam 300 imóveis com descontos de até 73%
O Debate-13/02/2020

Os leilões oferecidos pelos bancos têm sido uma solução para liquidar as carteiras de imóveis, crescentes com a inadimplência, além de uma oportunidade para compradores finais e investidores adquirirem propriedades a taxas cada vez mais baixas. Pensando nisso, os bancos Santander e Itaú Unibanco promovem, por meio da Sold Leilões e da Mais Ativo, respectivamente, empresas do Grupo Superbid, a venda de 300 imóveis residências e comerciais por valores até 73% abaixo das avaliações iniciais de mercado.

O Santander promove dois leilões com datas de encerramento diferentes. O primeiro certame acontece até o dia 20 de fevereiro, em 11 estados brasileiros.

No Rio de Janeiro, um apartamento de 219 m² no bairro da Freguesia, por exemplo, pode ser arrematado a partir de R$ 1 milhão, valor 44% abaixo da avaliação. Já em Belém do Pará, uma casa com dois quartos no bairro Castanheira está disponível pelo valor de R$ 203 mil.

Em Minas Gerais, são sete oportunidades disponíveis. Na cidade de Belo Horizonte, dois apartamentos podem ser adquiridos com lances iniciais de R$144 mil e R$165 mil. Já em Sete Lagoas, um apartamento pode sair pelo valor inicial de R$111 mil. Agora, se a procura for por uma casa, há oportunidades em Pompéu (R$62 mil), Juatuba (R$ 68 mil), Contagem (R$154 mil) e Montes Claros (R$ 528 mil), com descontos de até 50% no valor de avaliação.

No estado de São Paulo, estão disponíveis mais de trinta imóveis com lances a partir de R$ 89 mil.

Já o segundo leilão, que termina no dia 28 de fevereiro, oferece imóveis comerciais em Porangatu, no interior do estado de Goiás, no Rio de Janeiro, nas cidades de Magé, Niterói e na capital, além de uma unidade em Pilar do Sul, no estado de São Paulo. Os descontos nestes lotes podem chegar a 38% abaixo da avaliação de mercado, com valores variando entre R$ 2 milhões e R$ 10 milhões. Os imóveis podem ser comprados à vista ou parcelados em até 60 vezes.

Fonte: SOLD Leilões