Notícias no site
Início    Outras notícias



USP quer fortalecer parcerias com universidades em Israel
USP-13/03/2019

Prospectar o desenvolvimento de novos projetos, fortalecer o relacionamento com instituições de ensino superior e identificar novas formas de avançar a atuação da USP no campo da inovação foram os principais objetivos da missão acadêmica a Israel, realizada pelo reitor da USP, Vahan Agopyan, entre os dias 4 e 10 de março.

Fizeram parte da delegação o presidente da Agência USP de Cooperação Acadêmica Nacional e Internacional (Aucani), Raul Machado Neto, e o vice-diretor do Instituto de Estudos Avançados (IEA), Guilherme Ary Plonski.

A primeira visita foi realizada ao Instituto Weizmann de Ciências, em Tel Aviv, onde os dirigentes da USP foram recebidos pelo presidente da instituição, Daniel Zajfman.  O objetivo do encontro foi discutir estratégias para ampliar a mobilidade acadêmica e os projetos de pesquisa conjuntos. Nos últimos cinco anos, segundo dados levantados pela Aucani, pesquisadores das duas instituições produziram 671 trabalhos em parceria.

Na cidade de Haifa, a delegação brasileira esteve no Instituto de Tecnologia de Israel (Technion), universidade com a qual a USP assinou um acordo de cooperação para o desenvolvimento de pesquisas conjuntas e outras atividades acadêmicas e culturais, em fevereiro deste ano.

Na Universidade de Haifa foram discutidas novas possibilidades para o desenvolvimento de ações bilaterais. Também foi realizada uma visita à Universidade Hebraica de Jerusalém com o mesmo objetivo.

A transformação econômica e social de uma região periférica pelo conhecimento e a construção de um ecossistema de inovação articulado, envolvendo universidade, parque tecnológico, instituições públicas nacionais e municipais e empresas privadas foi vivenciada na visita a Bersebá, capital da região desértica do Neguev.

Além das universidades, o reitor da USP participou de reuniões com autoridades governamentais e representantes diplomáticos, entre eles, o vice-presidente do Conselho de Educação Superior, Ido Perlman; o embaixador do Brasil em Israel, Paulo César Meira de Vasconcellos; e o cientista-chefe do Ministério da Economia e Indústria e presidente da Agência de Inovação de Israel, Amiram Appelbaum.

“Nossas missões têm como principal propósito reforçar a cooperação acadêmica com instituições estratégicas. No caso específico de Israel, este é um dos países do mundo que mais investem em inovação e suas universidades e institutos se destacam pelo desenvolvimento de pesquisas na fronteira do conhecimento”, destaca Vahan Agopyan.